quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A antecipação chega ao 2º turno

Os partidos políticos ainda nem decidiram quais nomes irão lançar na disputa eleitoral de 2010, mas a antecipação do processo é tanta, que no Espírito Santo já se discute até o segundo turno, que ocorre no dia 31 de outubro do ano que vem.

Hoje, os três principais nomes colocados para a sucessão do governador Paulo Hartung (PMDB) são o do vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB), do senador Renato Casagrande (PSB) e do deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB).

Com os últimos movimentos, principalmente o do grupo político do ex-prefeito de Vila Velha Max Filho, que se filiou ao PTB, os acordos também foram se antecipando.

Isso porque o PTB, que será a voz da oposição, já está praticamente fechado com o PSDB. No PSB também têm aqueles que não poupam críticas à atual gestão, principalmente na voz do deputado federal Capitão Assumção.

A propaganda dos socialistas na TV mostra como pode ser o tom da candidatura de Casagrande. Já o posicionamento de Luiz Paulo sobre a união de partidos em torno de Hartung, já foi conhecida em diversas ocasiões.

Enquanto isso, as principais lideranças do Estado, principalmente as dependentes das parcerias com o governo, continuam declarando apoio a Ricardo. A tentativa de isolar o socialista e o tucano acaba aproximando os dois.

A informação que corre esta semana pelos bastidores, é que Luiz Paulo e Casagrande vão para a disputa no primeiro turno. O que passar para o segundo, recebe o apoio do outro na disputa contra Ricardo (foto).

O assunto é espinhoso e a maioria das lideranças evita falar sobre ele. Mas o objetivo é derrotar o grupo palaciano, por mais que Luiz Paulo e Casagrande alegam fazer parte dele.

Mas o grupo que apoia Ricardo não vai facilitar esse caminho para o tucano e o socialista. As consequências desses movimentos, vocês conferem na coluna desta sexta-feira.

  • Debate. A Associação Espírito-santense do Ministério Público (Aesmp) promove evento nesta quinta e sexta-feira para debater os avanços e retrocessos da instituição.
  • Alerta. Os promotores e procuradores poderiam começar também a debater se os diversos eventos oficiais que estão ocorrendo de Norte a Sul do Estado não têm configurado propaganda eleitoral extemporânea.

  • Cabo. Na assinatura da ordem de serviço do viaduto da Terceira Ponte, na manhã desta quarta-feira, em Vila Velha, o prefeito da cidade, Neucimar Fraga (PR) não se conteve: “Quero colocar no meu currículo o fato de ser cabo eleitoral de Ricardo Ferraço para o governo no próximo ano.”
  • Esclarecimento. Por diversos motivos, não foi possível atualizar o blog na parte da manhã nesta quarta-feira. Para que o post não fique pouco tempo em destaque, nesta quinta-feira, excepcionalmente, não irei atualizar a coluna.

Sugestões, críticas, fotos e informações podem ser enviadas para fernandomendes.fm@gmail.com

4 comentários:

  1. ZÉ DAS PERDIZES (Vila Velha)17 de setembro de 2009 05:11

    Essa articulação de Luiz Paulo e Casagrande tem o seguinte fundamento: Ricaço Ferraço, apesar de toda pressão sobre prefeitos e deputados, não vai conseguir alavancar seu nome nas pesquisas. Será a senha para o governador convocar o Coser à luta, ganhando com isso logo de cara a retomada da preciosa Prefeitura de Vitória, via o vice-prefeito Tião Barbosa.

    Aliás, não se fala outra coisa nos corredores palacianos: "Coser saiu, mas volta". E nesse caso o internauta deste espaço democrático que se assina Caio Abreu - filho de uma conhecida marqueteira ligada ao Sergio Vidigal - tem total razão ao afirmar que Coser não está fora do páreo.

    Não a toa que o próprio Coser já tá saindo de fininho declarando que vai coordenar a campanha da Dilma, a Ferraço do Lula, Brasil afora.

    Vale recorrer à história que esse Ricaço Ferraço é ruim de voto pra eleição majoritária. Ele já disputou o Senado - numa campanha milionária e cheia de prefeitos do lado dele - e acabou chegando na lanterna, perdendo até pro azarão Coser que chegou num honroso terceiro lugar.

    ResponderExcluir
  2. pra quem não viu os vídeos da corrupção eleitoral denunciada pelo Theodorico Ferraço contra o prefeito Casteglione este o endereço no You Tube:
    http://www.youtube.com/watch?v=UjGgc12ljBU

    http://www.youtube.com/watch?v=mNhFpFqSFVs&feature=related

    Eu quero ver se o prefeito perder o mandato, como ficará o PT em relação a Ferracinho.

    ResponderExcluir
  3. Neste cenário, pela simpatia da rua pela candidatura de Casagrande e antipatia pela candidatura do Ferraço o segundo turno deverá ser disputado entre o senador e o dep. Luiz Paulo. Quanto à entrada do Coser no processo não acredito que ele irá sacrificar seu mandato para uma eleição com chances remotas de Vitória.
    Pela historia política do governador Paulo Hartung ele só aposta em cavalo ganhador e perder para os Max nem pensar. Assim sendo, quem tem que por a barba de molho é o vice governador que poderá ter a candidatura abandonada por aqueles que hoje o bajulam devido do apoio explicito do governador

    ResponderExcluir
  4. Fernando Mendes, você vale seu peso em ouro. Parabéns!

    ResponderExcluir