quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Recesso

Só para esclarecer, o Blog Política e Poder não é órgão público, mas também está de recesso e retorna suas postagens a partir da segunda semana de janeiro. Obrigado a todos pelas mensagens e cartões de felicitações pelas comemorações de fim de ano. Conto com vocês em 2010!

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Os motoristas e os manobristas

Como já faz parte da cultura política capixaba, a Assembleia Legislativa é uma Casa cheia de peculiaridades e manobras. Uma delas teria ocorrido no apagar das luzes, ontem, na última sessão antes do recesso parlamentar e envolve os motoristas dos gabinetes do deputados estaduais.

manobristas

Os deputados aprovaram a extinção do cargo de motorista de gabinete. Agora, qualquer funcionário habilitado e que ocupe desde a função de auxiliar (R$ 435,75) até o cargo de técnico sênior (R$ 3.554,70 mil) poderá exercer a atividade, recebendo 40% de gratificação. Cada deputado pode indicar até dois motoristas.

Há justificativas de que a medida não irá gerar impactos financeiros. No entanto, será difícil não haver aumento nos gastos caso os 30 parlamentares resolvam agir como o deputado Eustáquio de Freitas (PSB), investigado pelo Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) após ser acusado de ficar com parte do salário de seus assessores.

FREITAS_06-05-09_BAIXA Isso porque na última sexta-feira, o Ato 1658, assinado pela Mesa Diretora da Assembleia, concedeu a tal gratificação por penosidade (40%) ao servdior José Rodrigues da Silva, que além de ser o coordenador-geral do gabinete do socialista, “se encontra no efetivo exercício das funções de direção de veículos e indicado pelo deputado Freitas.”

 

O cargo do servidor lhe garante vencimentos mensais de R$ 4.468,51 e ele ainda receberá um adicional de R$ 1.787,40, totalizando R$ 6.255,91 em seu contracheque. De acordo com alguns parlamentares, a mudança é mais uma manobra da Casa.

Vale lembrar que este ano um motorista da Casa, indicado pelo líder do governo, deputado Paulo Roberto Ferreira (PMN), foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) com uma habilitação falsa.

Mas o que não é novidade para ninguém é a bagunça que é a organização de servidores no Palácio Domingos Martins. São muitos que ficam no interior e não aparecem para trabalhar. Em seus lugares, nos gabinetes, estão servidores da inchada Mesa Diretora. A Direção da Casa pretende diminuir isso com a instalação (sabe D-us quando) do ponto digital. Estamos esperando para ver os resultados.

  • Trator. Os projetos do governo do Estado passaram como um trator pelo prenário da Assembleia no final deste ano. Nos últimos 15 dias foram aprovados 29 deles sem dificuldade alguma.
  • Mudança I. O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Carlos Casteglione (PT), vai fazer duas mudanças em seu secretariado no próximo mês.
  • Mudança II. Casteglione vai oficializar Arlete Brito na Secretaria de Trabalho e Habitação e Braz Zagoto na de Interior.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Ferraço e Casagrande empatados em pesquisa

Renato e FerraçoRecente pesquisa encomendada por um grande partido do Estado, para consumo interno, mostra que na corrida pelo Palácio Anchieta em 2010, o vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB) e o senador Renato Casagrande (PSB) aparecem empatados tecnicamente.

A sondagem foi feita na Grande Vitória e interior. Mostra Ferraço com 32%, Casagrande com 29% e o deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) com 15%.

Ricardo Ferraço (PMDB) 32%
Renato Casagrande (PSB) 29%
Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) 15%
Outras respostas 24%

O tucano, mesmo que na lanterninha, aparece bem quando a sondagem se limita à Grande Vitória. Seu grande problema ainda é o interior. A pesquisa revelou que 52% dos entrevistados não conhecem Luiz Paulo.

Ferraço e Casagrande continuam suas maratonas pelo interior, fortalecendo cada vez mais seus nomes. Já o tucano, está mais envolvido em agendas nacionais do partido, o que não lhe traz capilaridade eleitoral nas urnas capixabas.

Ferrço segue com o apoio da maioria dos partidos e ainda irá ganhar de Natal mais uma interinidade no comando do governo do Estado, pois o governador Paulo Hartung (PMDB) vai tirar 15 dias de férias.

Casagrande chegou a ficar um pouco abalado com o envolvimento de seu nome nas investigações da obra irregular do aeroporto de Vitória, mas dá sinais de que será mesmo candidato e que não irá esticar a corda para ganhar peso nas negociações.

E com a aproximação das eleições, alguns partidos começam a Luiz Paulo avaliar que vai faltar espaço para todos no trem de Ferraço, que não vai sobrar vaga nem na janelinha. Isso pode beneficiar Casagrande e Luiz Paulo, que não têm conseguido agregar siglas em torno de seus projetos para 2010.

  • E-mail I. Corre pelos bastidores virtuais da Assembleia Legislativa, um e-mail assinado pela assessoria do deputado estadual afastado Robson Vaillant (DEM) que intrigou alguns parlamentares.
  • E-mail II. “Somos todos tentados a desmascarar os outros, a destruir suas defesas, deixá-los nus e cegos diante da luz de nossa descoberta. Os resultados podem ser trágicos se as peças psicológicas se soltarem. Quem vai apanhá-las para recompor a pessoa? Você vai? Você sabe?”, diz um trecho do e-mail. Tem gente com medo na Casa.
  • Ratos. Segundo um chefe de gabinete da Assembleia, o estacionamento no subsolo é um mar de ratos. “A situação esta medonha, na própria vaga que eu paro sempre tem alguns passeando. Lá tem muto entulho e não lavam nunca aquele chão. Até poeira sobe quando os carros passam, sujando os que estão parados”, relata.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Aécio no caminho de Hartung


A sucessão presidencial viveu ontem seu primeiro grande momento com o surpreendente anúncio do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), que abriu mão de sua pré-candidatura à Presidência da República em 2010. O fato caiu como uma bomba no mercado político e traz consequências para o Espírito Santo, principalmente para os planos do governador Paulo Hartung (PMDB).

Isso porque Hartung e Aécio têm muito em comum. Ambos são governadores muito bem avaliados, com altos índices de aprovação popular, estão em seus segundo mandatos, tentam eleger os vice-governadores como seus sucessores e deverão disputar uma vaga no Senado. É aí que a coisa começa a complicar, segundo algumas lideranças do Palácio Anchieta.

Depois do prestígio conquistado por Hartung, ser mais um senador ao lado de Renato Casagrande (PSB) e MagnoMalta (PR) não seria um avanço em sua carreira política, até porque ele já passou pelo Senado.

De acordo com alguns integrantes do primeiro escalão de Hartung, na última reunião de secretariado, ele deu sinais de que não deixaria o cargo em abril, pois não teria interesse em disputar o Senado só para ter um cargo, ainda mais com a imagem desgastada que aquela Casa carrega.

Para voltar para lá, Hartung iria com os planos de ser o novo presidente do Senado, levando em seu currículo a arrumação que fez no Espírito Santo após tantos escândalos de corrupção que pairaram por terras capixabas.

No entanto, o governador aguardava uma definição de Aécio, que após desistir da Presidência da República, também se tornou um forte candidato à presidência do Senado e ontem mesmo já declarou ser pré-candidato. Isso complicou ainda mais os planos do governador capixaba.

E agora, Hartung disputará qual cargo? Terminará sua gestão e não disputará as eleições? Difícil. Há quem diga que ele se movimenta para tentar ser o vice na chapa da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata à Presidência da República do PT. Pode parecer estranho, por ser de um Estado pequeno, mas a deputada federal Rita Camata (PSDB) já ocupou esse posto junto com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), na disputa de 2002.

Como tudo muda muito rápido no mercado político, o momento é de aguardar e ver os próximos reflexos desse novo fato, como o crescimento da pré-candidatura à Presidência da República do deputado federal Ciro Gomes (PSB), que deverá ser inevitável. Isso por ele é aliado de Aécio e o tucano se quer mencionou o nome de Serra ao fazer seu anúncio ontem. Esse fato pode fortalecer também os planos de Casagrande na disputa pelo governo. Enfim, ocorreu uma reviravolta total.


  • Surpresas I. Como disse a colega Andreia Lopes em seu Twitter hoje, dezembro é sempre um mês de surpresas na política. Dizia em referência a descoberta de que o Espírito Santo também tinha sua participação nos esquemas de corrupção do Distrito Federal.
  • Surpresas II. Mas outras surpresas ainda poderão vir por aí. Já está nas mãos da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, concluso para decisão, o Inquérito 589, que investiga o maior esquema de corrupção já descoberto no Judiciário capixaba, que levou três desembargadores para a prisão.
  • Sem as mãos I. Como antecipei aqui ontem, o deputado estadual César Colnago (PSDB) fez uma representação contra o prefeito João Coser (PT) no Ministério Público do Espírito Santo (foto).
  • Sem as mãos II. Eles se encontraram ontem no Tribunal de Justiça e o petista não comprimentou o tucano. Mas apertou a mão do colega petista e também deputado estadual Claudio Vereza, que estava sentado ao lado de Colnago.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

As bicadas dos tucanos

O prefeito de Vitória, João Coser (PT), vem tomando algumas bicadas dos tucanos capixabas nas últimas semanas pelas trapalhadas administrativas de sua gestão. No entanto, uma mais dolorida ainda está por vir. Até amanhã o vice-presidente estadual do PSDB e deputado estadual César Colnago deverá entrar com um representação contra o petista no Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES).

Não sei nem se podemos chamar da gestão de Coser, pois com os diversos cargos que o prefeito assumiu paralelamente ao seu segundo mandato, ele não tem ficado muito em Vitória. Colnago já acionou sua assessoria jurídica para elaborar a peça de representação e vai relacionar fato a fato, inclusive com imagens de reportagens exibidas na TV.

No seu entendimento, na medida em que a situação já compromete a integridade física das pessoas, a situação sai da esfera meramente administrativa para o patamar judicial. E quem detém as prerrogativas e competências para proceder com uma investigação e propor ações concretas no âmbito do Judiciário é o MP-ES.

"É preciso ir fundo nas causas e efeitos dessa gestão temerária da Prefeitura de Vitória, porque não se pode aceitar passivamente esse modo irresponsável de se governar a cidade na base do par ou ímpar, de bingos, como se fosse uma Telesena, colocando os destinos e as vidas das pessoas à mercê do azar", dispara Colnago.

E completa: "O episódio recente da tentativa absurda de expulsão de trabalhadores das praias com comércio ambulante ilustra a que ponto chegou a total inexistência de políticas públicas sociais. O acidente na avenida Beira-Mar leva-nos a reflexão que a vida daquela senhora poderia ter sido poupada não fosse a incúria de uma obra parada há tanto tempo e sem a devida proteção de segurança para pedestres e motoristas que circulam por ali."

E assim segue os conflitos entre os dois históricos adversários, PT e PSDB, que além da disputa nacional pela Presidência em 2010, também se enfrentarão nas urnas aqui no Estado. E esse é só mais um capítulo. O processo eleitoral vai esquentando cada vez mais.

  • Cartão. E por falar em Colnago, o cartão de Natal enviado pelo tucano diz o seguinte: "O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem. (Guimarães Rosa)." Bem propício para a ocasião.
  • Orçamento. Boa a iniciativa dos alunos de jornalismo da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), que foram até a Câmara de Vereadores de Vitória e fizeram uma matéria para o jornal experimental No Entanto, mostrando os planos da Prefeitura de Vitória para 2010: corte de 9% na Segurança e aumento de 27% para a Comunicação.
  • Nem aí I. Desde que foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), o prefeito de Jaguaré, Avilásio Altoé (PSDB), ainda não retornou para sua cidade e permanece em Vitória.
  • Nem aí II. Depois de ser acusado de compra de votos e perder o mandato, o tucano está com vergonha de retornar e nem quer recorrer da decisão dos magistrados. Familiares dele garantem que ele nem mesmo queria ser candidato e só foi por pressão do partido.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Auxiliar de serviços parlamentares

Se quiser tirar um deputado estadual capixaba do sério, basta dizer que a Assembleia Legislativa é subserviente ao governo do Estado. Mas a cada dia e a cada sessão aquela Casa se mostra mais como um órgão auxiliar, enquanto deveria ser um Poder independente.

Nos bastidores do plenário, muitos admitem que não há o que fazer, pois dependem eleitoralmente das ordens de serviços, emendas, inaugurações e todos os demais benefícios que um governo pode levar para as urnas. Confessam ainda que há uma pressão da Casa Civil na agilidade dos trabalhos.

Chega a ser engraçado. Os projetos do Executivo demoram meses para serem elaborados internamente. Mas quando chegam na Assembleia, são aprovados em três sessões. É lido na primeira, aprovada urgência na segunda e na terceira é coroado com unanimidade dos votos. Desse jeito, sem debates ou questionamentos na maioria das vezes.

Os projetos de autoria parlamentar, no entanto, se arrastam e encontram resistências no próprio plenário. Todo final de ano há um acordo para que cada parlamentar escolha suas propostas preferidas para que elas sejam aprovadas em bloco, mas não pode ser muitas.

Já os projetos do governo, até mesmo os polêmicos, passam numa boa, sem nenhum questionamento. Os parlamentares que querem fazer um debate ou solicitar alguma informação sofrem com olhares atravessados.

E no final deste ano, o presente de Natal dos auxiliares de serviços parlamentares não poderia ser diferente. A Casa entra em recesso na próxima terça-feira. Nesta segunda, chegaram 17 projetos de autoria do governador Paulo Hartung (PMDB).

E não são projetos simples. No apagar das luzes, eles dispõem sobre contratação de pessoal, plano de cargos e salários e criação de cargos efetivos e comissionados. Em seu Twitter, o deputado estadual Claudio Vereza (PT), um dos mais experientes da Casa, reclama: "Projeto sobre previdência estadual com necessidade de emendas, mas o governo se nega a negociar! E já chegaram seis novos projetos!" Poderia ser diferente? Poderia, mas não seria o Novo Espírito Santo.


  • Reunidos I. Os prefeitos petistas Helder Salomão (Cariacica), João Coser (Vitória), Carlos Casteglione (Cachoeiro de Itapemirim), Leonardo Deptulski (Colatina) e Eduardo Carneiro (Mantenópolis) se reuniram essa semana para debaterem assuntos em comum.
  • Reunidos II. Na pauta, o ano de crise que passou e os desafios das administrações para 2010. E lógico, as eleições do próximo ano e as estratégias do PT e de seus aliados.
  • Contas. E por falar em Coser, o prefeito da capital presta contas hoje, a partir das 17 horas, na Câmara de Vereadores de Vitória.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Em defesa de Coser?

Depois que conversei com o vice-governador Ricardo Ferraço  (PMDB) ontem e de ler em A Gazeta hoje que o PT “viu com muita simpatia” as declarações do peemedebista sobre o PSDB, fico a me perguntar: Ferraço teria saído em defesa do prefeito de Vitória, João Coser (PT)?

img_00008641

Ele me disse que apenas relaou um fato ao dizer que o PSDB deixou o Estado em uma situação “difícil” na gestão do ex-governador José Ignácio. “Nada nem ninguém vai apagar esse registro. A vida é como ela é”, argumentou Ferraço.

Como todos sabem, Coser, de olho na vaga de vice na chapa que o peemedebista deverá disputar o governo em 2010, é o principal articulador da pré-candidatura de Ferraço. O petista também tem sido alvo contante de críticas do vice-presidente estadual do PSDB, deputado estadual César Colnago.

Como o prefeito andou sumido nas últimas semanas, parece que sobrou para Ferraço fazer sua defesa e revidar ao ataque dos tucanos, seus ex-companheiros de partido.

Ao falar de suas movimentações para o ano que vem, Ferraço deu outra cutucada indireta nos tucanos, que enfrentam dificuldades para conseguir partidos aliados em torno do nome do deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) para a disputa pelo governo.

“Eu não acredito que ninguém faça nada sozinho. Por isso estamos nos esforçando para agregar tantas lideranças políticas. Quem estará do outro lado é o partido que governou o Espírito Santo e o deixou em situação difícil. Fiquei surpreso com essa irritação e palavras de ódio e rancor(do PSDB) ”, disse Ferraço.

Mas tudo isso é só o começo. Mesmo que todos argumentem que o debate deve ser de ideias no pleito do ano que vem, as espetadas e troca de farpas, como em todo processo eleitoral, só tendem a aumentar.

  • Ele voltou. Quem estava a procura do prefeito de Vitória, João Coser (PT), pode aguardar, pois ele irá reaparecer em breve. Desde ontem ele já cumpre agenda na Capital.
  • Almoço. E hoje, as 12 horas, Coser tem almoço com os vereadores de Vitória, onde deverá agradecer a parceria durante o ano de 2009. Alguns parlamentares juram que as movimentações eleitorais também estarão no cardápio.

TJES

  • Naufrágio. O Inquérito 589 que tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e investiga os alvos da Operação Naufrágio, que abalou o Judiciáro capixaba, já voltou para o órgão com parecer do Ministério Público Federal (MPF) e está na Coordenadoria da Corte Especial. Será que teremos surpresas ainda este ano?

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

2010 começa a esquentar

ringue Como tudo em relação às eleições de 2010 está antecipado demais, com as trocas de farpas não poderiam ser diferente. Mas uma briga específica promete agitar o pleito do ano que vem. No ringue: o vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB) e o deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB). Quem jogará a toalha primeiro?

No ano passado, durante as eleições municipais, os dois já deram uma demonstração de como seria a disputa, com ofensas pessoais e ataques diretos. Membros da mesma família e casados com duas irmãs da família Chieppe, os dois nomes do PMDB e PSDB para a disputa pelo governo do Estado devem voltar a se atacar. Como ocorreu neste último final de semana.

O clima deve ficar um pouco mais leve por causa das festas de final de ano e recesso parlamentar. Os aliados de ambas as partes não terão nenhuma TV pública para atacar o outro lado.

O vice-presidente estadual do PSDB e deputado estadual César Colnago deverá se pronunciar da tribuna da Assembleia Legislativa na tarde de hoje sobre o assunto. Governistas de plantão, que defendem cegamente Ferraço e o governador Paulo Hartung (PMDB), já se preparam para responder. E o clima mais uma vez deverá esquentar no Palácio Domingos Martins.

CasagrandeFolha E enquanto os dois se desgastam, o senador Renato Casagrande (PSB), que também está de olho no governo, segue com eventos “oficiais” apresentando o Senado pelo interior e periferia da Grande Vitória. Sem se colocar oficialmente na disputa, posa para fotos ao lados de Luiz Paulo e ainda mantém duas pastas no governo Hartung.

Mas nem tudo são flores para Casagrande, que aparece em uma lista publicada pela revista Veja esta semana como suposto investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) por causa do superfaturamento da obra da Camargo Corrêa no aeroporto de Vitória.

  • Cadê? Há semanas que não se vê o prefeito de Vitória, João Coser (PT), por terras capixabas. Depois de acumular tantos cargos, inclusive nacionais, o petistas sumiu da capital, segundo observam algumas lideranças.
  • Polêmicas. Depois de tantas polêmicas, como a retirada de ambulantes das praias, atraso no pagamento e entrega de obras (que não acabam), entre outras, Coser simplesmente sumiu.Grava_o_Curta_CGU_007
  • Prêmio. A Transparência Capixaba Jovem ganhou prêmio da Contraladoria Geral da União (CGU) por conta de um curta produzido por eles para um concurso de combate à corrupção. Assistam o vídeo aqui.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Campanha fora de hora

É impressão minha ou nenhum órgão competente está vendo o número crescente de propaganda eleitoral fora do período permitido pela legislação? Cadê o Ministério Público Eleitoral (MPE)? Só funciona na época do pleito?

Não vou nem entrar no mérito dos eventos oficiais, nos quais alguns políticos utilizam seus horários de discurso para lançar pré-candidatos, pois me parece um caminho sem volta.

Mas na internet, a coisa está feia. Logo que a deputada Rita Camata deixou o PMDB e foi para o PSDB, diversos tucanos usaram as redes sociais para lançá-la como candidata ao Senado.

Essa semana, me chamou mais atenção ainda a atitude do deputado estadual Eustáquio de Freitas (PSB). Em seu Twitter, ele postou: “Participem dessa comunidade no Orkut.”

O link divulgado pelo parlamentar, redirecionava o internauta para a comunidade “Freitas 2010. Eu voto!” A descrição da página traz até música de campanha.

“Com Freitas na Assémbleia (sic), todos vão cantar assim: sou mais feliz, sou o 40.123. É Freitas. Sou mais feliz, sou o 40.123”, escreveu Getúlio Filho, criador da comunidade e segundo candidato a vereador mais votado em São Gabriel da Palha. Ele só não se elegeu porque sua coligação não conseguiu votos suficientes.

Vale lembrar que a reforma eleitoral liberou as campanhas na internet, mas no período certo. Antes disso, pode configurar crime eleitoral. O cidadão que quiser denunciar o que acredita estar em situação irregular, basta acessar o site do MPE (http://www.pres.mpf.gov.br) e clicar em “Eleitoral.”

  • Festa. O deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas comemora hoje 53 anos de idade. Os tucanos irão se reunir com a militância no Clube Anchietinha, a partir das 19 horas. Parabéns!
  • Esperado. O governador Paulo Hartung (PMDB) é esperado neste sábado no encontro estadual do PMDB, que também será um ato de apoio à pré-candidatura do vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB) ao governo do Estado.
  • Declaração. Mas o que muitos peemedebistas esperam, na verdade, é uma declaração de apoio formal de Hartung ao nome de Ferraço.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Sanguessuga: mais uma denúncia contra José Carlos Elias

sanguessugas O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o o ex-deputado federal e ex-prefeito de Linhares José Carlos Elias (PTB) e outros políticos por fraudes em licitações realizadas no município de Marataízes no ano de 2002, o que pode atrapalhar seus planos de voltar para a Câmara dos Deputados em 2010.

Os acusados participaram do esquema de licitações irregulares para a compra de unidade móveis de saúde conhecido como Máfia dos Sanguessugas. Além do crime relacionado à fraude na licitação, José Carlos também foi denunciado pelo crime de corrupção passiva.

De acordo com a denúncia, no ano de 2001, o empresário Luiz Antônio Trevisan Vedoin prometeu vantagem indevida a José Carlos para que o então deputado federal apresentasse emenda ao orçamento da União destinando verbas a municípios do Espírito Santo para a aquisição fraudulenta de unidades móveis de saúde e equipamentos para os veículos.

O valor da vantagem seria repassado a José Carlos após a  realização dos pagamentos nos processos licitatórios fraudulentos, nos quais as empresas integrantes do esquema criminoso sairiam vencedoras.

A partir do acordo, o ex-deputado José Carlos Elias apresentou a emenda orçamentária, a qual foi aprovada, destinando R$ 1,2 milhão para aplicação em 15 municípios do Estado, dentre eles o de Marataízes, totalizando R$ 80 mil para cada município.

Durante as investigações do esquema da Máfia dos Sanguessugas, Luiz Antonio Trevisan Vedoin afirmou ter efetuado o pagamento a José Carlos de valores referentes a 14 licitações realizadas pelos municípios que receberam os recursos da emenda parlamentar.

A ação foi protocolada no início deste mês e seu número para consulta processual no site da Justiça Federal (http://www.jfes.jus.br) é 2006.50.02.001464-6. (Com informações do MPF)

  • Grampo. Hoje completa quatro anos do episódio do grampo na Rede Gazeta e ainda não foram apuradas as circunstâncias e responsabilidades e ninguém foi punido.
  • Absurdo. É estarrecedor o que acontece em Brasília, onde o Jose_Roberto_Arruda_DEMO governador José Roberto Arruda, do Democratas, usa a força da polícia para tentar calar as manifestações contra seus inúmeros esquemas de corrupção.
  • Direitos. Na hora de defender bandidos, o pessoal dos Direitos Humanos sempre aparecem, mas e no caso dos manifestantes que foram pisoteados pelos cavalos da PM do Distrito Federal?

Mande um e-mail parafernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Elcio sai em defesa de Vaillant

2768175657_956e15160a O presidente da Assembleia Legislativa e da Executiva estadual do Democratas, Elcio Alvares, deverá deixar a presidência da sessão na manhã desta quarta-feira para fazer um discurso em defesa do seu colega de partido, o deputado Robson Vaillant.

Vaillant é acusado pelo Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) de ficar com parte ou totalidade dos salários de seus assessores, esquema conhecido como “rachid”. A Justiça já determinou seu afastamento e também o bloqueio de 40% de seu salário, que é de R$ 12.384,00.

Em linhas gerais, o presidente deverá sair em defesa da imagem da Casa, mas também deverá bater na tecla de que as denúncias são referentes ao mandato passado e que nesta legislatura nada se pode fazer. É o mesmo argumento levantado quando a Justiça cassou o mandato da deputada e presidente estadual do PMN, Janete de Sá, acusada de usar o carro oficial para comprar latinhas de cerveja. No entanto, ela se mantém no cargo.

O presidente deverá reclamar do “tratamento” que a Justiça vem dando ao Poder Legislativo. Mas Elcio tem um motivo extra para defender Vaillant, segundo alguns parlamentares daquela Casa.

imagem_palhaco Isso porque o advogado José Peres de Araújo, que defende Vaillant, seria funcionário do escritório de advocacia de Elcio, que funciona na Rua 7, no Centro de Vitória. É nesses momentos que temos que dar razão ao deputado Wanildo Sarnáglia (PTdoB), que classificou a Assembleia como um circo. Mas na verdade, os palhaços somos nós, os eleitores.

Esclarecimentos

O presidente da Assembleia Legislativa e da Executiva estadual do DEM, deputado Elcio Alvares, me ligou há pouco para esclarecer alguns pontos sobre o post de hoje.

Elcio explica que não tomaria nenhuma atitude sem antes analisar o caso do deputado Robson Vaillant profundamente. Informou ainda que está se debruçando sobre o processo hoje. Ressalta que ainda não tem opinião formada e que irá ver qual deve ser o posicionamento de um presidente nesse caso.

O presidente esclareceu ainda o fato relacionado ao advogado de Vaillant. Explicou que Perez apenas utiliza as estruturas de seu escritório, pois não advoga desde que assumiu o mandato parlamentar. Elcio disse ainda que nunca foi sócio do advogado e que jamais iria interferir no trabalho dele. (Atualizado: 11h37)

  • Comemoração. Tem deputado estadual que disputa votos com Robson Vaillant (DEM) na região do Caparaó comemorando tudo o que se passa com o ex-pastor da Igreja Universal do Reiono de Deus.
  • Aniversário. A Operação Naufrágio, que levou três desembargadores capixabas à prisão, completa hoje um ano. Paralemanete o MP-ES realiza evento, para marcar o Dia Frederico Guilherme PimentelMundial de Combate à Corrupção.
  • Homenagem. No ano passado, no mesmo evento, o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES) desembargador Frederico Guilherme Pimentel seria homenageado, mas foi preso e levado para Brasília.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Vaillant, o panetone capixaba

VAILLANT_030809_BAIXAO deputado estadual Robson Vaillant (foto), do Democratas, se tornou o  verdadeiro panetone da Executiva estadual do partido. Em crise nacional, após a revelação de um mensalão no governo de José Roberto Arruda, no Distrito Federal, o DEM capixaba também tem que lidar com a decisão judicialde que terminou o afastamento imediato do parlamentar e o bloqueio de 40% de seus subsídios.

Ele é acusado de se apropriar de parte ou da totalidade do salário de servidores, em esquema conhecido como "rachid". Na manhã de hoje a Corregedoria Geral da Assembleia Legislativa se reúne para ouvir uma testemunha no processo que corre contra ele no órgão. Mas dalí não se pode esperar nada.

panetone Alguns colegas de plenário de Vaillnat acreditam que a direção da Executiva, sob o comando do presidente da Assembleia, deputado Elcio Alvares, também não deverá tomar nenhuma atitude. Sobra então para a Justiça, mesmo que lenta, fazer algo para dar uma resposta à sociedade sobre o caso e cortar de vez esse panetone.

Enquanto isso, a permanência de Vaillant no cargo e o coorporativismo de quem deveria fazer alguma coisa para a qual foi eleito, volta a trazer desgaste para todos os deputaos estaduais, levando a população a relembrar os velhos esquemas que habitam o Palácio Domingos Martins.

  • Desatualizado. E por falar no deputado Robson Vaillant (DEM), quem visita sua página no site da Assembleia Legislativa, se depara com o seguinte texto: “Já atuou como radialista e apresentador de TV e é filiado ao Partido Liberal.” Um partido que nem existe mais.

suelividigal

  • Propaganda I. O site da prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim traz foto na capa dos ex-colegas de plenário na Assembleia Legislativa, o prefeito Carlos Casteglione (PT) e a deputada federal Sueli Vidigal (PDT), com matéria informando que ela destinou R$ 200 mil com emendas ao orçamento da União para o município.
  • Propaganda II. A página estampa ainda, na matéria principal, sobre um processo reaberto pelo Tribnal de Contas da União para apurar supostas irregularidades nas gestões passadas, uma grande foto com o deputado federal Jurandy Loureiro (PSC).

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O chororô dos prefeitos

Deverá soar como um grande coro hoje, no almoço com o governador Paulo Hartung (PMDB), no Palácio Anchieta, o chororô dos prefeitos capixabas, que deverão reclamar da queda da arrecadação e das dificuldades para o fechamento do caixa no final deste ano.

transmissaocargos_2000

Só em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), por exemplo, Baixo Guandu, Fundão, Alegre, Santa Leopoldina, Água Doce do Norte, Barra de São Francisco e Pedro Canário já ultrapassaram o limite legal de gastos com pessoal, segundo dados do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TC-ES).

Em tempos de festas de final de ano, Hartung é visto praticamente como um Papai Noel, ainda mais depois de anunciar mais um pacote de R$ 1 bilhão em investimentos para 2010, ano eleitoral.

E os prefeitos deverão sair do Palácio com um sorriso de canto a canto do rosto, pois os investimentos atingirão, por exemplo, áreas que são de responsabilidade dos municípios, como a construção de unidades de saúde.

Os repasses por meio de convênios com diversas instituições também deverão aumentar. Até hoje, por exemplo, o valor já transferidos do Estado para as cidades capixabas em 2009 é de R$ 380.067.420,92.

vilavelhadoespirtosanto

Os maiores beneficiados são também os principais colégios eleitorais: Vila Velha (R$ 95.151.406,70), Cachoeiro de Itapemirim (R$ 76.521.070,29) e Vitória (R$ 74.097.806,48). Nas urnas, estes números, além de refletirem de forma positiva na candidatura de Hartung, ajudarão também no projeto de fazer o vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB) seu sucessor. É a mãozinha inevitável da máquina.

  • Mídia Livre. Infelizmente as chuvas do final de semana acabou prejudicando a programação do II Fórum Mídia Livre, que aconteceu na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).
  • Antecipação. A mesa da qual eu iria participar, sobre como postar opinião em blog, foi antecipada para o sábado, sem aviso prévio, o que impediu a minha participação no debate.
  • Sucesso. No entanto, mesmo com todos os imprevistos, o Fórum foi um sucesso, rendendo muito conhecimento e atitudes fantásticas, como a criação de uma rede de proteção aos blogueiros atacados por algumas corporações.
  • Para fazer parte do mailing do blog e recebê-lo em seu e-mail, mande uma mensagem para fernandomendes.fm@gmail.com.

    Siga-me no Twitter!

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O poder do rádio e da internet

elei_es_na_internet Um estudo realizado pelo Instituto Vox Populi, encomendado pela Máquina da Notícia, aponta que o rádio e a internet são as mídias que despertam mais credibilidade entre os brasileiros.

Em uma escala de 1 a 10, o rádio conquistou a maior nota (8,21), quase empatando com a internet (8,20), seguidos pela TV (8,12), jornal (7,99), revista (7,79) e redes sociais (7,74).

Esses números devem ser levados em consideração principalmente pelos diversos políticos capixabas que comandam rádios pelo interior do Espírio Santo.

A pesquisa mostrou que as mídias apontadas pela credibilidade não são necessariamente as mais acessadas, já que a TV é vista pela maioria dos respondentes (99,3%), seguida por rádio (83,5%), jornal impresso (69,4%), internet - sites de notícias e blogs de jornalistas - (52,8%), revista impressa (51,1%), redes sociais - Twitter, Orkut, Facebook, etc - (42,7%), a versão online dos jornais impressos (37,4%) e a versão online das revistas impressas (22,8%).

O economista e coordenador da pesquisa, Luis Contreras, consultor do Grupo Máquina, destaca o avanço das redes sociais, que se aproximam do índice de credibilidade das demais fontes de informação.

Eleicao2010“Entre os usuários dessa nova mídia, 40% consideram-na como de credibilidade muito alta. Isso nos mostra claramente que não podemos ignorar o poder das redes sociais na formação de opinião”, enfatiza.

Entre os principais meios de informação, a TV continua na liderança (55,9%), seguida pela internet - sites de notícias/blogs jornalísticos - (20,4%), jornal impresso (10,5), rádio (7,8%), internet - redes sociais - 2,7%, jornal online (1,8%), revista impressa (0,8%) e revista online (0,1%). O estudo entrevistou 2.500 pessoas maiores de 16 anos.

Constantemente os pré-candidatos aos diversos cargos que estarão em disputa nas eleições de 2010 aderem ao Twitter, Facebook e Orkut. Mas devem estar preparados para uma interatividade, pois senão, as redes sociais poderão representar um tiro no pé. Tem de responder aos eleitores, interagir, pois é uma ligação direta. E tem muita gente sendo cobrada no microblog e não responde.

  • Mídia Livre I. Acontece de hoje até domingo na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), o II Fórum Mídia Livre. Mais informações no site http://www.forumdemidialivre.org.
  • Mídia Livre II. O FML contará com desconferências temáticas, mesas de debate, oficinas de produção de mídia, transmissão ao vivo de palestras e oficinas pela internet.banner200x200
  • Blogs. Contará ainda com o encontro nacional dos pontos de mídia , ligados ao Ministério da Cultura, encontro nacional de blogs políticos, colóquios de mídias sociais nas organizações e movimentos, lançamentos de livros, revistas e sites.
  • Debate. Eu participo, no sábado, a partir das 11 horas, da mesa “Como Postar Opinião: 3 conselhos para se criar diálogos e debates na Internet”. juntamente com Rodrigo Vianna, Luiz Carlos Azenha, Pedro Markun (diretor do Jornal Debates) e Altamiro Borges (jornalista, diretor-presidente do Portal Vermelho e autor do livro “A ditadura da mídia”).

Para fazer parte do mailing do blog e recebê-lo em seu e-mail, mande uma mensagem para fernandomendes.fm@gmail.com

Siga-me no Twitter!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Mais de R$ 300 mil em verba indenizatória

Hoje resolvi fazer uma pesquisa a respeito dos gastos de nossos senadores da República com verbas indenizatórias, aquelas que eles ganham para custear seus gabinetes e mandatos. Só este ano os três representantes capixabas no Senado já gastaram R$ 302.384,19.

Vale explicar que o Senado já paga salário, mantém o gabinete em Brasília, dá passagens aéreas para que eles venham para o Estado e outras coisas mais. A verba indenizatória é reembolsada para os senadores mediante apresentação de notas fiscais de gastos extras que eles têm fora das estruturas da Casa comandada por José Sarney (PMDB).

Quem lidera o ranking é o senador Renato Casagrande (PSB), que gastou até novembro deste ano R$ 139.984,21. O que mais puxa os gastos do socialista é o grande escritório que mantém na Praia do Canto, em Vitória. Só o aluguel do imóvel custa mais de R$ 6 mil.

Em seguida está o senador Magno Malta (PR), com R$ 114.333,79. O que mais eleva os gastos do republicano são suas viagens e gastos com combustível. Para se ter uma ideia, uma das notas fiscais apresentada por ele, do Posto Tibério, é de R$ 3.387,93. Ele também gastou R$ 500 com filmagens e ainda R$ 248 no restaurante Triângulo Mineiro.

E por último, o mais antigo dos três naquela Casa, o senador Gerson Camata (PMDB), que talvez só tenha mais um ano para usar verbas indenizatórias. O peemedebista soma R$ 48.066,19 de gastos, algumas vezes curiosos. Consta em suas notas fiscais, por exemplo, R$ 500 no restaurante Palladium e ainda R$ 73,48 no luxuoso Mercador. Além disso, ele também apresentou nota ao Senado de R$ 362 da Central de Alarmes.

Curiosos ou necessários, o que vale é o leitor saber que estamos falando de nosso dinheiro, gerado por essa pesada carga tributária que convivemos todos os dias em nosso País. Daí a importância de cobrarmos uma postura mais enérgica de nossos representantes em Brasília na defesa de nossos interesses e em gastos mais responsáveis. Em 2010, 2/3 do Senado será renovado e os capixabas irão eleger dois novos senadores. É a chance de fazer uma boa escolha.

  • Samba I. E por falar em gastos, o gabinete da deputada federal Iriny Lopes (PT) envia material de divulgação informando que acontece até o próximo dia 19, a 2ª Mostra Capixaba de Samba.
  • Samba II. Ressalta, no entanto, que é fruto de emendas parlamentares da petista para as escolas de samba do Espírito Santo, por meio da Prefeitura de Vitória.
  • Mudança. Uma das edições do Diário da Justiça desta semana traz o remanejamento de duas escreventes juramentadas, a filha e a esposa do desembargador Sérgio Luiz Teixeira da Gama, que deverá ser eleito hoje o novo corregedor do Tribunal de Justiça.
  • Data I. O ato assinado pelo presidente em exercício do TJ-ES, desembargador Álvaro Bourguignon, coloca à disposição do 6º Juizado Especial Cível do Juízo de Vitória e do Centro Avançado dos Juizados Especiais, as servidoras Paula Abib Gama (filha) e Patricia Abiguenem Abib Gama (esposa), respectivamente.
  • Data II. O ato foi assinado em 26 de novembro de 2009, mas o período de vigência, de 12 meses, conta a partir de 9 de fevereiro de 2009. Demorou para ser publicado.

Para fazer parte do mailing do blog e recebê-lo em seu e-mail, mande uma mensagem para fernandomendes.fm@gmail.com

Siga-me no Twitter!





quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Os mensalões e os mesalinhos

Até quando vamos acordar e nos deparar com escândalos políticos no Brasil? A corrupção tem se tornado tão comum nesse meio que parece que as pessoas perderam seu senso de indignação. O Ministério Público e a Justiça, que poderiam ser uma esperança, aparecem cada vez mais envolvidos nos esquemas.

E o pior é que só vemos os grandes esquemas mostrados pela mídia, após alguma ruptura nas quadrilhas que estão no poder, levando um ex-beneficiado a abrir a boca e entregar todo mundo. As mesadas pagas pelos grandes corruptos para manter suas bases só faltam figurar na legislação eleitoral.

O Poder Legislativo então, parece ser o mais frágil. Com suas competências limitadas, é obrigado a viver na dependência do Executivo, mendigando emendas ao orçamento e fingindo que está fiscalizando algo. Tudo não passa de um jogo de trocas e chantagens.

Como já ouvi de muitos parlamentares, não adianta propor o melhor projeto de lei do mundo, pois o que traz votos é obras, ordens de serviços, inaugurações, etc. E para não ficarem de fora dessa vantagem eleitoral e tentarem garantir suas reeleições, muitos fazem qualquer negócio.

Acredito que o maior problema está no interior, onde se tem pouca informação. Como dizem em outros estados, o Espírito Santo é terra sem lei. Infelizmente é o que parece mesmo. Fora da Grande Vitória tem promotor morando em casa paga por prefeitura, empresas funcionando ao lado do gabinete de prefeito dentro de órgão público e muitos, muitos serviços sendo terceirizados, principalmente com dispensa de licitação.

E o pior, quando ligamos para as promotorias ou câmaras de vereadores desses municípios, a dificuldade para conseguir informações é enorme. Lidam com a coisa pública com tanto interesse particular, que confundem o público com o privado. É aí que mora o perigo. Por isso é cada vez mais importante a participação da sociedade civil organizada, pois os poderes constituídos já não nos representam tanto como deveriam. Enquanto isso, vamos convivendo com mensalões revelados e mensalinhos ocultos.

  • PAC I. Há quem diga que qualquer semelhança entre os dois pacotes de investimentos do governo do Estado (cada um de R$ 1 bilhão), comandados pelo vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB), e os PAC's da ministra Dilma Rousseff (PT), é mera coincidência.
  • PAC II. Tem muitas lideranças comentando os pontos em comum nas estratégias do governador Paulo Hartung (PMDB) com as do presidente Lula (PT) para fazerem seus sucessores em 2010.
  • Extra. E por falar em pacotes, Ferraço acaba de anunciar um abono de R$ 1 mil para mais de 80 mil servidores do Estado, incluindo ativos, inativos e pensionistas. Ainda hoje o projeto de lei será enviado para a Assembleia Legislativa. O dinheiro cai na conta no dia 22 deste mês.

Para fazer parte do mailing do blog e recebê-lo em seu e-mail, mande uma mensagem para fernandomendes.fm@gmail.com

Siga-me no Twitter!

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Estratégias contra a boa avaliação

4140899677_361a7580e0Caso o PSDB e PSB tenham candidaturas ao governo do Estado em 2010, terão que ser muito criativos na hora dos debates e discursos, sem poder criticar a boa avaliação que o atual governo tem perante os capixabas.

Isso porque parecer adversário da gestão de Paulo Hartung (PMDB), pode ser prejudicial para as campanhas tucanas e socialistas. Semelhante ao presidente Lula, a nível nacional, o peemedebista exerce uma liderança nunca antes vista na história política capixaba.

Aparecer como contrário ao governador, seria mais ou menos ser contra tudo o que ele fez no Estado, o que segundo pesquisas de opinião, é do agrado da população. Os programas do governo também intimidam qualquer discurso mais afiado contra a atual gestão, pois a sociedade entende como um rompimento dos benefícios que vêm recebendo.

O único problema que a atual gestão parece não conseguir resolver é a segurança pública. O Espírito Santo continua liderando diversos rankings nacionais pelos seus índices de ricardo-ferracoviolência, além do precário sistema carcerário, que mesmo com pesados investimentos, ainda deixa a desejar. Em busca de fazer seu sucessor, Hartung deixou o vice-governador Ricardo Ferraço (PMDB) no comando do pacote de R$ 1 bilhão em investimentos em 2009.

Na tarde de hoje, Ferraço irá anunciar mais R$ 1 bilhão de investimentos para 2010, ano que vai disputar o governo. A seu favor há ainda a máquina pública, que estará em suas mãos durante o pleito.

PSDB e PSB fizeram seus seminários este ano e percorreram todo o Estado para construir suas propostas de plano de governo a serem apresentadas aos eleitores no próximo ano. As grandes questões são: como apresentar algo melhor, sem ser ilusório, como o metrô de superfície? Como convencer o eleitor sem criticar a atual gestão? E quanto mais tarde socialistas e tucanos colocarem seus blocos nas ruas, melhor será para o governo.

 

  • Tudo igual. Depois de usar incansavelmente o me nsalão petista contra seus adversários, DEM, PSDB e PPS vão ter que aguentar as mesmas investidas em 2010.
  • Credibilidade. Do deputado federal Lelo Coimbra (PMDB), em seu Twitter: “Esse episódio do governador José Roberto Arruda (DEM-DF) requer punição exemplar e rápida, pois seu impacto para a atividade política e avassalador.”
  • Sem resposta I. Ainda no Twitter, o jornalista Douglas Dantas reclama da falta de informação sobre a construção da nova sede da Prefeitura de Vila Velha. Mandou recado para o prefeito Neucimar Fraga (PR), que nunca responde as questões em seu microblog.
  • Sem resposta II. De acordo com Dantas, não há placas com valores, prazos e empreiteira responsável pela obra. Ele ainda quer saber se houve licitação.

Para fazer parte do mailing do blog e recebê-lo em seu e-mail, mande uma mensagem para fernandomendes.fm@gmail.com

Siga-me no Twitter!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Os suplentes de Hartung

Circula nos corredores do Palácio Anchieta alguns possíveis nomes cotados para serem suplentes na chapa do governador Paulo Hartung (PMDB) na disputa por uma vaga no Senado em 2010.

O mais forte até agora é o do secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Neivaldo Bragato (foto). Ele, que nunca disputou um cargo eletivo, é de extrema confiança de Hartung e transita bem nos bastidores políticos e empresariais.

Outro nome que começa a dispontar, é o do deputado federal Camilo Cola (PMDB). Como já é do conhecimento de todos, o empresário e parlamentar mais rico da Câmara dos Deputados tem um sonho antigo de ser senador.

Com os boatos de que Hartung pode assumir algum ministério no governo federal, caso seja eleito para o Senado, o caminho para que Camilo realizasse seu sonho estaria perto. Caso precisasse deixar a Casa, Bragato ficaria no lugar dele.


No entanto, há outro ponto a se resolver nessa equação. Onde encaixar o senador Gerson Camata (PMDB)? Seu mandato termina no ano que vem e os dois nomes que o Palácio deverá apoiar é o de Hartung e o do senador Magno Malta (PR).


Para complicar ainda mais essa conta, que está difícil de fechar, a esposa do peemedebista e depudata federal Rita Camata (PSDB) também deverá disputar uma vaga no Senado em 2010. Em qual solução vocês apostariam para resolver esses problemas?



  • Diferença I. Para o presidente estadual do DEM e presidente da Assembleia Legislativa, Elcio Alvares, há diferenças entre o mensalão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), e o do PT.
  • Diferença II. Segundo Elcio, o partido não exitará em expulsar Arruda da sigla, diferente do que aconteceu com os petistas, quando descobertos. Mesmo assim a oposição vai ouvir muito da base governista.
  • Amigos. Além de colega de partido, Elcio é amigo pessoal de Arruda e também foi colega de plenário do governador no Senado.

Para fazer parte do mailing do blog e recebê-lo em seu e-mail, mande uma mensagem para fernandomendes.fm@gmail.com

Siga-me no Twitter!