terça-feira, 26 de janeiro de 2010

O time verde

quadro_tactico_futebol Como derrotar políticos de peso como a deputada federal Rita Camata (PSDB) e o senador Magno Malta (PR), sem contar nem mesmo com uma coligação que tenha grandes partidos e ainda conseguir votos suficientes para chegar ao Senado? Essa é resposta que o presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Guerino Balestrassi (PV), tenta responder nesta segunda parte de sua entrevista para o blog.

O time verde escalado por Balestrassi entrará em campo apenas para disputar as cadeiras da Câmara dos Deputados. Já o Sub-17 (leia-se Assembleia Legislativa), será comandado pela presidente estadual do PV, Cidineia Fontana, que já tem dois nomes: Claudio Thiago (presidente do Idurb-ES) e Sandro Locutor (ex-vereador de Cariacica).

Para Balestrassi, seu grande dificultador será o pequeno tempo de TV que sua coligação deverá ter. Nas urnas, ele aposta em lideranças que estão sem mandato, mas só os eletivos, pois a maioria desfruta de bons cargos. Hora de conhecer os jogadores.

Entre eles estão alguns já conhecidos: José Carlos Lyrio Rocha scardua (presidente do Banestes Seguros), Evair Melo (presidente do Incaper), João Felício Scárdua (superintendente do Sebrae) e Ademir Cardoso (ex-vice-prefeito de Vitória).

Entre os novos escalados estão Edson Bastos (presidente do Sindirodoviários) e Ângela Abdo (presidente da ABRH-ES). O presidente do Bandes conta que os rodoviários estão trabalhando para ter 30 mil votos. “Contabilizo 10 candidatos de 10 mil votos cada para deputado federal”, calcula ele.

As estratégias de Ângela se assemelham com as da pré-candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, que tem reunido a hi-society nos salões da alta-roda paulistana, como mostrou a revista Poder Joyce Pascowitch, no mês passado.

Ângela, em um dos encontros promovidos em sua casa, reniu cerca de 400 lideranças. Balestrassi está contando ainda que terá votos do PT e PSDB, pois Marina não está polarizada como os candidatos nacionais das duas siglas. E é com esses planos que ele acredita que chegará ao Senado ao lado do governador Paulo Hartung (PMDB).

  • Eleição. Por mais que o governo diga que prioriza cargos técnicos, a nomeação de Paulo Lemos para o Detran, como muito se comentou nos bastidores, foi uma “ajudinha” para ele tentar se eleger novamente em 2010.
  • Cotado. Hartung deverá acertar na indicação, segundo lideranças, se puder colocar o delegado Fabino Contarato no cargo deixado por Lemos. Mas antes tem de se observar os dispositivos legais.
  • Infeliz. Não pegou bem para o vereador de Vila Velha João botao_tuitaBatista Babá (PT) dizer que o Twicontro vai desenbocar em uma ONG, sindicato ou partido. Estaria ele com medo de dividir os rios de dinheiro que o governo federal (leia-se PT) repassa para ONGs, sindicatos e partidos? Deveria conhecer melhor antes de falar sem saber.

Mande um e-mail para fernandomendes.fm@gmail.com e receba diariamente uma mensagem avisando que o Blog foi atualizado.

Siga-me no Twitter!

4 comentários:

  1. Scárdua não é aquele enrolado com desvios na SEDU, quando foi secretário de Estado?

    ResponderExcluir
  2. Paulo Marques - Itapemirim26 de janeiro de 2010 08:23

    Aposto que o Guerino está se lançando para barganhar alguma coisa. Não é (e nunca foi) de ser levado a sério.

    ResponderExcluir
  3. O problema do sr. Guerino Balestrasse é que ele SE acha: fala de decisões do PV como se fosse o dono do partido (alô presidenta Cidinéia, é isso mesmo? Cuidado com golpe!). Tem o rei na barriga e pensa que está acima de tudo e de todos. Menos, Balestrasse, menos! O sr. não tem o tamanho (sem trocadilhos!) que pensa ter. Humildade faz bem pra todo mundo.

    ResponderExcluir
  4. quem conhece bem, mas muito bem mesmo, esse tal de babá, é o deputado Claudio Vereza.

    ResponderExcluir